PROJETO SOIL TAKE CARE

CONTEXTO

Os solos são essenciais para as nossas sociedades uma vez que estão associados a diversos aspetos económicos, ecológicos e culturais. No entanto, são muitas vezes alvo de ações negativas que contribuem para a sua degradação irreversível. No espaço Sudoeste europeu em particular, muitas áreas estão afetadas por contaminações, passadas ou presentes, devido a metais, hidrocarbonetos ou outros compostos orgânicos. Estas contaminações afetam não só os solos e as suas funções mas também as águas superficiais e as águas subterrâneas, a atmosfera e a saúde humana (através da respiração ou da ingestão).
As autoridades públicas responsáveis pela gestão do meio ambiente enfrentam atualmente desafios técnicos importantes e com custos associados elevados, nomeadamente a realização de inventários precisos de locais contaminados, a sua caracterização e a definição dos processos de remediação.
O projeto SOIL TAKE CARE tem como objetivo desenvolver metodologias de diagnóstico, técnicas de remediação de solos e melhorar a eficiência da gestão política e social dos locais contaminados.

OBJETIVOS

O projeto SOIL TAKE CARE tem como principais objetivos:

  • Desenvolver dispositivos experimentais e metodologias inovadoras para conseguir diagnósticos rápidos e de baixo custo relativamente à contaminação por metais e compostos orgânicos em áreas mineiras e industriais.
  • Desenvolver metodologias de monitorização da contaminação do ar e água em áreas mineiras e industriais a partir do estudo da contaminação do solo utilizando dispositivos económicos (biocaptadores) e modelação numérica.
  • Melhorar o desenvolvimento de dois tipos de técnicas de remediação de solos contaminados: injeção de soluções oxidantes em solos contaminados por hidrocarbonetos e o desenvolvimento de técnicas de fitorremediação de solos contaminados por metais pesados.
  • Identificar, a partir de um estudo socioeconómico, os pontos fortes e fracos, debilidades e elementos motores da sociedade (administrações públicas, população) que convivem com esta contaminação.

FOCO

O projeto está organizado em 7 grupos de tarefas (GT):
GT.1 Medições topográficas e geotécnicas
GT.2 Diagnóstico da contaminação dos solos por metais e hidrocarbonetos
GT.3 Contaminação por metais transportados pela atmosfera e na avaliação da biodisponibilidade
GT. 4 Contaminação das plantas
GT.5 Transporte de contaminantes para o mar
GT.6 Modelação numérica de transporte de contaminação no solo, ar e água
GT.7 Monitorização sócio-económica de locais contaminados
Além das tarefas, irão realizar-se de forma transversal os GT de Gestão (GT.T1), Comunicação (GT.T2) e Acompanhamento do projeto (GT.T3).